Rede Mulheres Empreendedoras: Rio Grande

Nossa parceiria com o projeto, pretende ajudar a estimular conexão entre mulheres no mercado de trabalho em Rio Grande

O Projeto Rede Mulheres Empreendedoras do Rio Grande é uma ação do Programa Rio Grande Por Elas, efetivado através da Coordenadoria de Políticas Públicas para as Mulheres da Prefeitura Municipal do Rio Grande.



CONCEITO:

Construir e apoiar iniciativas capazes de empoderar empreendedoras, possibilitando a independência financeira e de decisão pessoal.


PILARES DE ATUAÇÃO:

Colaboração social:

  1. Conexão com pessoas que compartilharão seu conhecimento

  2. Capacitação acessível: conhecimento e informação ao alcance de todos

  3. Descentralização: estimular a troca de experiências e oportunizar novos negócios nos diversos bairros do município.

OBJETIVOS:

Inserir a mulher num espaço em que ela se reconheça como empreendedora.


  • MAPEAMENTO: cadastro da mulher na rede.

  • AUTONOMIA DE TRABALHO: a mulher como dona de seu próprio negócio.

  • CAPACITAÇÃO: disponibilizar cursos de capacitação técnica para a qualificação do seu negócio.

  • GERAÇÃO DE RENDA: oportunizar a independência financeira e decisão pessoal.

  • FORMAÇÃO DA REDE: estímulo da integração e a complementação do trabalho entre elas para as demandas existentes.

“O empreendedorismo é, cada vez mais, encarado pelos governos como uma atividade, processo ou ação que deve ser incentivada de forma a contribuir para o crescimento econômico e social”. (SILVA, FOCHEZATTO, 2017)

Compartilhar conhecimento e descentralizar o mercado está entre os principais propósitos da iniciativa, que hoje já conta com 412 mulheres cadastradas. Através da inserção da mulher em um espaço em que ela se reconheça como empreendedora, a intenção é que haja um estímulo para a troca de experiências com outras mulheres e, consequentemente, o aumento da independência financeira e capacidade de decisão individual. Além disso, a capacitação acessível também é um dos pilares que fundamentam o projeto.


O plano é que sejam disponibilizados cursos, workshops, palestras e lives sobre empreendedorismo feminino, gestão de pessoas, marketing, finanças, liderança, entre outros. A descentralização, um dos pilares que sustenta o projeto, tem o intuito de estimular a troca de experiências e oportunizar novos negócios nos mais de 50 bairros do município. O município do Rio Grande conta hoje com 10.385 microempreendedores individuais, 7.529 microempresas e 622 empresas de pequeno porte, dados que fundamentam uma forte vocação empreendedora na cidade. O Rio Grande do Sul também apresenta tendências crescentes para o empreendedorismo.


De acordo com dados do SEBRAE, os pequenos negócios no estado somam hoje 1,79 milhão de micro e pequenas empresas, concentrando 36% do PIB do estado, 48% dos empregos formais, liderando a economia e pagando a maior média dos salários, cerca de R$ 2.000 ao mês, o que reforça sua importância econômica.



Sob o conceito de construir e apoiar iniciativas capazes de empoderar mulheres a partir do empreendedorismo, possibilitando sua independência financeira e autonomia social, a rede mulheres empreendedoras tem como objetivo:”
  • Realizar um detalhado cadastro que, a partir de um georreferenciamento permita a realização de um diagnóstico deste segmento em nosso município.

  • Fomentar uma cadeia de fornecedores locais para essas empresárias, buscando expantir o fluxo de renda das micro e macrorregiões (por bairros).

  • Criar e premiar as empresas parceiras do programa com um SELO, garantindo-lhe demanda a um preço mais acessível à rede.

  • Elaborar um plano de capacitação que envolva desenvolvimento de habilidades e competências das empreendedoras, respeitando suas necessidades e especificidades.

  • Buscar suporte junto à sala do empreendedor, com vistas a atender às demandas das empreendedoras, por meio de uma descentralização do atendimento. então, partindo de 3 pilares:

COLABORAÇÃO SOCIAL, CAPACITAÇÃO ACESSÍVEL E DESCENTRALIZAÇÃO DO ATENDIMENTO TÉCNICO.


Todos os objetivos elencados à rede estão conformidade com o desenvolvimento econômico das mulheres fundamentados nos Princípios de Empoderamento Feminino da ONU MULHERES.

● AS MULHERES SÃO RESPONSÁVEIS PELA RENDA FAMILIAR EM PRATICAMENTE 50% DAS RESIDÊNCIAS.


MISSÃO: apoiar projetos e iniciativas que empoderem empreendedoras, garantindo sua indepdendência financeira e decisão pessoal.

VALORES: reduzir a desigualdade de gênero, oportunidade para todos, colaboração social, educação e a capacitação contínua e inacessível.

VISÃO: apoiar e estimular o empreendedorismo feminino.


Conheça mais sobre o projeto pelo site: https://www.riogrande.rs.gov.br/riograndeporelas


10 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo